Carta Aberta aos Representantes dos Poderes do Amazonas, Ministério Público e OAB.

in Manifestos e publicações de atos oficiais da ABRACRIM
0


Nobres Senhores.
Toda a comunidade jurídica nacional, nesta manhã de sábado (25/11/2017), foi colhida de desagradável surpresa com a triste notícia do assassinato do jovem advogado Wilson de Lima Justo Filho, OAB/AM 6136, pelo Delegado de Polícia Gustavo Sotero, ocorrida em Manaus.
O assassinato reclama que sejam envidados todos os esforços para exauriente esclarecimento e severas medidas legais. Nos consta que esse mesmo delegado teria problemas anteriores de conduta, que somada à gravidade destes delitos ora noticiados, recomenda o imediato afastamento de suas funções até final trânsito em julgado de sentença penal, que aplicará o direito a espécie.

Manifestamos, em nome da ABRACRIM – Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas, nossa extrema indignação e veemente repúdio, estando, pelo Ato n. 38/2017, constituída Comissão Especial de advogadas para acompanhar o caso até final julgamento.

É a presente carta.

São Luís, 25 de Novembro/2017.

Elias Mattar Assad
Presidente Nacional

Aos Excelentíssimos Senhores
Governador Amazonino Mendes.
MD. Governador do Estado do Amazonas

Deputado Ricardo Nicolau.
MD. Presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas.

Desembargador Flávio Humberto Pascarelli Lopes
MD. Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas.

Procurador de Justiça Carlos Fábio Braga Monteiro.
MD. Presidente Procurador Geral de Justiça do Estado do Amazonas.

Advogado Marco Aurélio de Lima Choy
MD. Presidente da OAB/AM

2 thoughts on “Carta Aberta aos Representantes dos Poderes do Amazonas, Ministério Público e OAB.”

  1. Alexsandra Lopes Magalhães says

    Abracrim sempre fazendo Jus a todos.

  2. Amadeu Weinmann says

    Fui contra o desarmamento e previ o que está havendo. Só a possibilidade de o bandido imaginar que estaríamos armado faria com que ele hesitasse. Agora ele tem a seu lado o Estado e nós a possibilidade de sermos mortos por que tem arma potente. Vamos trabalhar para revogarmos a lei inícua e inócua. Amadeu Weinmann – OAB-RS 5.962

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionado